| prof. odilon souza
2 dez, 2016

Fatores que influenciam na estabilidade do Mini Implante

Alguns fatores tem influencia direta na estabilidade do Mini Implante, entre eles esta :

Espessura da cortical

Falta de estabilidade primária

Inflamação ao redor do mini-implante

Pressão atípica produzida pelo paciente

Contato direto com o dente que esta movimentando

Excesso de força sobre o mini-implante

Excesso de compressão na área gengival.

Espessura da Cortical

Saúde geral do paciente

A qualidade da cortical, é um fator que influencia diretamente na estabilidade do mini Implante. As regiões de aplicação estão divididas da seguinte forma quanto a qualidade de cortical:

  • Região de Sínfise Mandíbular, Osso tipo 1, grande quantidade de cortical, recomendamos perfuração prévia com a lança, mini implantes mais calibrosos, mas podem ser de menor comprimento.
  • Região de Corpo da mandíbula, Osso tipo 2, menor quantidade de cortical que a sínfise mas tem maior quantidade que na maxila, recomendamos perfuração prévia com a lança, mini implantes mais calibrosos, mas podem ser de menor comprimento.
  • Região anterior da Maxila, Osso tipo 3, média quantidade de cortical, recomendamos mini implantes de maior comprimento para ter maior contato com o osso. O calibre vai depender do espaço inter radicular ou da região que recebera o mini implante.
  • Região de túbera de Maxila, Osso tipo 4, pouca quantidade de cortical, recomendamos mini implantes de maior comprimento para ter maior contato com o osso. O calibre vai depender do espaço inter radicular ou da região que recebera o mini implante.

Falta de estabilidade primaria

Os Implantes ortodônticos, apresentam retenção mecânica, o que é chamado de estabilidade primária. A estabilidade primária somente é obtida na hora da instalação do mini implante, e é fator fundamental para a utilização dos mesmos na mecânica ortodôntica.

Caso não se obtenha a estabilidade primaria, devemos remover o mini implante e colocarmos um mini implante de maior calibre ou podemos colocar o mesmo mini implante em outra região.

Durante a instalação já é possível saber se o mini implante terá ou não uma boa estabilidade primária, através do sentido tátil, pois a resistência do asso deve ser boa. Após a instalação, testes devem ser realizados para verificar se a estabilidade primária foi obtida. com um instrumento metálico vamos pressionar o mini implante e observar se há isquemia ao redor do mini implante. Se houver isquemia o mini implante não tem uma boa estabilidade e os procedimentos já descritos devem ser adotados. Outra maneira de se verificar a estabilidade primaria é balançando o mini implante e observando se o mesmo se apresenta firme.

Não podemos colocar forças em mini implantes sem estabilidade primaria, pois o mesmo pode ferir o paciente ou causar danos nas estruturas vizinhas.

Inflamação ao redor do mini-implante

Para evitar Inflamação ao redor do Mini Implante, e até a sensação dolorosa, recomendo o uso de Laser de baixa potência ou o uso do Blue M, que é vendido nas dentais de todo o Brasil, Europa e America Latina, este gel é a base de oxigênio e evita a inflamação e auxilia na cicatrização da região.

Após a instalação é necessário recomendar ao paciente que ele faça a higienização cuidadosa do local pelo menos de 3 a 4 vezes ao dia. também utilizo o creme dental Blue M e o enxaguatório também da mesma marca, pois o oxigênio tem grande poder de penetração e mata somente as bactérias anaeróbias que prejudicam a estabilidade do Mini Implante.

Pressão atípica produzida pelo paciente

Procure orientar o seu paciente a não ficar tocando no mini implante pois a pressão em várias direções pode danificar a cortical óssea e o mini implante vai perder a estabilidade.

Contato direto com o dente que esta movimentando

Cuidado no planejamento do local que o mini implante será instalado, pois ele não pode ser tocado pelo dente que esta sendo movimentado. Tente instalar o mini implante o mais longe possível do caminho que o outro dente vai percorrer.

Magnitude de Força

Os mini implantes podem receber força imediatamente após a sua instalação suportando forças que variam de 300 a 450 g, sendo que A magnitude da força empregada na ortodontia varia de 25 a 450g.

Excesso de compressão na área gengival.

O Mini Implante ortodôntico devem ser inserido de maneira que o perfil transmucoso fique inserido dentro da gengiva inserida sem causar isquemia. Devemos lembrar que isquemia é falta de circulação sanguínea, que leva a inflamação, que leva a necrose, processos que levam a perda de estabilidade do mini implante.

Saúde geral do paciente

Cuidado com a saúde geral do seu paciente, pacientes com problemas sistêmicos como diabete, problemas renais, Hormonais e etc, reagem muito mal a inflamação causada pelo mini implante e a estabilidade fica comprometida.

Abraço

Prof Odilon Souza

odilon@orthoworks.com.br

Voltar Voltar